sexta-feira, 13 de julho de 2012

O horror da guerra visto do Brasil

Exposição em cartaz em São Paulo reúne 75 obras do artista Lasar Segall feitas entre 1940 e 1943
 
Lasar Segall (1891-1957) já estava no Brasil quando começou a Segunda Guerra, mas o pintor, nascido na Lituânia, havia presenciado o primeiro conflito mundial na Alemanha. Assim, a partir de suas memórias, somadas a relatos de amigos e familiares e notícias de jornais, conseguiu captar e retratar, como poucos, os horrores vividos por quem estava na Europa.

Corpos acorrentados, combates sangrentos, pessoas em fuga, cenas de desolação, o desespero no olhar de uma mulher. Os 75 desenhos aquarelados que constituem a exposição “Visões de guerra” fazem parte de um caderno mantido pelo artista entre 1940 e 1943. Pouco conhecidos do público – só foram expostos duas vezes –, estão agora em cartaz no Centro da Cultura Judaica, em São Paulo.

Expoente do expressionismo alemão, Segall chegou ao Brasil em 1923 e se naturalizou em 1927. Estabelecido em São Paulo, destacou-se no meio artístico da cidade e se aproximou dos modernistas.

A exposição “Visões de guerra” vem acompanhada de material educativo e um catálogo com a reprodução fac-similar do caderno.

Retirado de 
http://www2.uol.com.br/historiaviva/noticias/o_horror_da_guerra_visto_do_brasil.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário