quarta-feira, 5 de setembro de 2012

FIQUE ATENTO - KU KLUX KLAN - FANATISMO RELIGIOSO E IDEOLÓGICO

Por: Júlia Moreira
Organização criada em 1865, tinha como objetivo inicial perseguir os negros no Sul dos Estados Unidos e manter a supremacia da "raça" branca. O nome deriva da palavra grega kuklos (círculo), e por ser formada majoritariamente por descendentes de escoceses, cujas famílias se organizam em clâs, acrecentou-se a sua denominação a palavra klan. Seus membros usavam capuzes e túnicas brancas para aterrorizar seus alvos, fazendo-os crer que eram fantasmas do confederados mortos em combate durante a Guerra Civil (1861-1865). A justiça americana classificou a kkk como "grupo terrorista" em 1869. Atualmente, a maioria dos membros é cristã protestante, e o leque de ataque é mais amplo: além dos negros, perseguem imigrantes, judeus, homossexuais, comunistas e católicos.
Fonte: Revista de História da Biblioteca Nacional, ano 6, nº69, Junho 2011
Acervo: Biblioteca Comunitária da Escola Estadual Pedro II/Lajes RN

Ku Klux Klan (também conhecida como KKK) é o nome de várias organizações racistas dos Estados Unidos que apoiam a supremacia branca e o protestantismo (padrão conhecido também como WASP) em detrimento de outras religiões. A KKK, em seu período mais forte, foi localizada principalmente na região sul dos E.U.A., em estados como Texas e Mississipi.
História
A primeira Ku Klux Klan na verdade foi fundada pelo General Nathan Bedford Forrest da cidade de Pulaski, Tennessee, em 1865 após o final da Guerra civil americana. Seu objetivo era impedir a integração social dos negros recém-libertados, como por exemplo, adquirir terras, ter direitos concedidos aos outros cidadãos, como votar. O nome, cujo registro mais antigo é de 1867, parece derivar da palavra grega kuklos, que significa "círculo", "anel", e da palavra inglesa clan (clã) escrita com k. Devido aos métodos violentos da KKK, há a hipótese de o nome ter-se inspirado no som feito quando se coloca um rifle pronto para atirar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário