segunda-feira, 18 de março de 2013

CULTURA: UM PRATO DE XIQUE XIQUE


Um fim de semana  desses fui à Fazenda Juazeiro e não resisti a um costume que nossos antepassados já fizeram por sobrevivência e alguns ainda fazem por tradição cultural: comi xique xique assado. A astúcia foi de meu sogro Francisco de Paula (Chico Pedra Preta). Fazia tempo que não comia este símbolo da caatinga que também virou sinônimo de Nordeste, principalmente em época de seca como esta.

No momento em que degustava o xique xique eu lembrava de meus pais e avós aqueles que convivi e que contaram o sofrimento que era viver no sertão nordestino em épocas de seca, não que no inverno fosse ótimo, mas era bem menos sofrido para eles e os animais no período verde. Embora muitas das plantações fossem de meia (sistema em que o dono da terra ficava com a metade da produção), ainda assim o inverno diminuía o flagelo dos retirantes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário