quarta-feira, 22 de maio de 2013

Apicultura do RN perde 60% das colméias e tem exportação zerada

Do G1 RN
Estado chegou a exportar 1.500 toneladas entre 2005 e 2011.
Muitos apicultores do RN estão com a produção prejudicada pela seca (Foto: Rafael Barbosa/G1)

O Rio Grande do Norte já perdeu 60% de suas colméias e está com a exportação de mel praticamente zerada. A situação é oposta ao que ocorreu entre 2005 a 2011, quando o estado exportou mais de 1.500 toneladas. A seca que assola o estado tem prejudicado a produção, no entanto outros fatores também têm impactado.

Em audiência pública realizada na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (22), data em que se comemora o Dia do Apicultor, o professor doutor Lionel Segui Gonçalves, presidente do Centro Tecnológico de Apicultura e Meliponicultura do RN (Cetapis), classificou a atual crise como o pior da apicultura do RN.

O professor explica que as perdas são influenciadas por fatores como o gradual desaparecimento das abelhas pelo uso inadequado de pesticidas, a restrição do mercado, visto que muitos só podem vender dentro do próprio estado, o baixo preço pago ao produtor, além da falta de mecanização, assistência técnica e investimentos no setor.

“O grande vilão do sumiço das abelhas são os pesticidas e precisamos combater antes que seja tarde”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário