quarta-feira, 22 de maio de 2013

PARABÉNS POETIZA SHAUARA DAVID!


Shauara David
Concurso Nacional de Poesia: De quase 400 poetas fui uma das 25 selecionadas. Estou muito feliz e o poema a ser publicado em um livro (junto com os vencedores): 

Acontecimentos

Esqueço os nomes e seus temperamentos
cada limite no seu lugar:

é preciso radicalizar meu desespero
no dia em que erguer o dedo
ou esquecer o tipo de meu sangue,
terei de abandonar o tratamento

as horas inexatas
inexistem douradas
à margem das lembranças...

não há deleite na feiura das cópias;
nem há curso da língua dos mortos

porque não acariciar torturas?
para não romper o medo
ou abrandar queimaduras?

dá um nó na espinha os privilégios alheios
dá um frio na costela
sabermo-nos velhos

a dentadura do meu avô 
flutua no copo há séculos
submersa. sozinha. pesando.

Um nojo.

Shauara David.

Nenhum comentário:

Postar um comentário