quarta-feira, 19 de junho de 2013

HISTÓRIA: O QUE VOCÊ PRECISA SABER DA I GUERRA MUNDIAL

Foto retirada de: utopiadepobre.blogspot.com

Mário Schmidt
"O Imperialismo e a Guerra"
"Nós não devemos olhar para esta guerra como se fosse um filme de bonzinhos contra bandidos. Porque nos dois lados inimigos os interesses principais eram imperialista." (24)

" É óbvio que o mundo ficou pequeno de mais para eles (imperialistas). Só havia um modo de de continuar a expansão: tomando as áreas dominadas por outros países imperialistas (...) O que estava em jogo era exatamente isso: quem controlaria um pedaço maior da terra." (24)

"A população foi sendo preparada psicologicamente para aceitar a guerra que viria. Por trás disso tudo, a imprensa e os discursos políticos batiam na velha e intolerante tecla do patriotismo e do nacionalismo." (25)

"As Alianças Militares"
"Porque uma porção de países atacou outra porção de países? Porque, antes de a guerra começar, cada um dos lados estava unido por alianças militares." (28)

"As Consequências da Guerra"
"O grande vencedor foram os EUA. Seus soldados lutaram na Europa para salvar os lucros dos grandes empresários. Agora o país era, disparado, o mais rico do mundo. Os europeus deviam fortunas aos americanos."  (30)

"A Europa tinha mudado demais. Para começar, surgiram novos países (...) A I Guerra tinha apenas rearranjado o mapa do domínio imperialista." (30)

" A Alemanha perdeu todas as suas colônias. Ficou proibida de forças armadas poderosas. Ficou sem a maior parte da marinha e da aviação. O pior de tudo é que foi considerada culpada pela guerra. Com isso, se viu na obrigação de pagar uma enorme indenização aos vencedores. Perdeu tanto dinheiro que mergulhou na pior crise econômica de sua história." (31)

Do Blog Cícero Lajes: essas imposições à Alemanha foi o combustível necessário para a chegada do Nazismo ao poder com forte apoio da população germânica, e teve influência na eclosão da II Guerra Mundial. As consequências disso muita gente conhece um pouco.

"O Novo Século
"Quando a I Guerra começou em 1914, a Europa estava muito parecida com o que tinha sido nas últimas décadas do século XIX. Muitos países eram governados por imperadores. (...) Quatro anos depois, a guerra acabava e a Europa se achava muito mudada. No lugar dos príncipes, havia agora presidentes de repúblicas. (32)

"A cultura erudita européia abria espaço para a cultura industrial americana. (...) Da Rússia, sopravam os ventos da revolução operária e camponesa (...) Nesse momento, a disputa se dava entre o capitalismo e o socialismo." (32)

"Outra mudança extraordinária ocorreu no papel das mulheres, com tantos homens engajados nos campos de batalha, milhões de mulheres arrumaram emprego nas fábricas, nas lojas, nos escritórios. Estavam conscientes de seus direitos, mais livres." (32)

"Como você percebe, tudo aquilo que caracterizou o século XX só passou a existir mesmo após a I Guerra. É por isso que dizemos que somente a partir dela iniciava-se o novo século." (32)

Referência Bibliográfica:
SHMIDT, Mário Furley. Nova História Crítica. São Paulo: Nova Geração, 1999.

Nenhum comentário:

Postar um comentário