quinta-feira, 10 de outubro de 2013

AOS POUCOS A REFORMA ESTRUTURAL NA PREFEITURA DE LAJES VAI SE TRANSFORMANDO NA DESCARACTERIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Uma reforma que seria apenas para evitar que o teto do prédio caísse, vem ganhando cada vez mais mudanças, não se assuste se até mesmo as paredes de fora (fachada) entrarem na marreta, pois o muro já era. Algumas pessoas argumentam que o muro não é original de sua construção, então o novo será? Na minha opinião ele também fazia parte da fachada.

Desculpe Lajes, eu tenho orgulho de várias coisas daqui e defendo o nome dessa cidade onde eu vou: nossa gente, nossas belezas naturais, nossos artistas, nossos atletas... Defender o patrimônio arquitetônico está difícil, pois neste sábado estarão alguns turistas de Natal visitando nossa zona rural e urbana, ao mostrar a prefeitura, a Praça da Matriz, a Estação Ferroviária, entre outros, não vou ter muita coisa boa para falar.

Fazer o que se numa cidade onde a preservação do Patrimônio Histórico é lei e essa não é cumprida? Qual o orgulho que tenho de dizer que sou historiador em Lajes do Cabugi? Que incentivo eu tenho de resgatar  nossa história se estão passando a borracha em tudo que nos remonta a uma época esquecida? Como posso dizer aos jovens que: pichar os muros de nossa cidade é destruição do patrimônio público e privado?

Lendo um livro que achei, descobri algumas coisas muito importantes para a história política de Lajes que quase ninguém sabe, mas nem sei mas se revelo ou se queimo o livro.

Foto de Cícero Lajes
   

Foto antiga: facebook de Flaudenízia







Nenhum comentário:

Postar um comentário