quarta-feira, 24 de junho de 2015

Fenômeno raro causa névoa na capital potiguar

Segundo Emparn, umidade do ar ficou em 95% e a madrugada teve temperatura mínima de 23ºC.

Cintia da Hora, 
Cintia da Hora/Nominuto
O nevoeiro chamou a atenção da população, que não estão acostumados com o fenômeno.
A madrugada do dia de São João foi marcada por uma névoa que encobriu a capital potiguar e região metropolitana. Muitos natalenses atribuíram o nevoeiro à fumaça das fogueiras na véspera. 
Segundo o meteorologista da Empresa de Pesquisa Agropecuária (Emparn), Gilmar Bistrot, a 'fumaça branca' visto pelos potiguares é um tipo de processo difícil de acontecer e envolve muitos fatores.
"Para isso acontecer, tem que haver umidade alta do ar, temperaturas baixas e pouco vento ou quase nada de vento, isso cria a condição favorável para a formação das gotículas de água. Como não há a formação de chuva, as partículas ficam circulando até que o sol as faça evaporar ou o vento as desloque”, explica Gilmar.
Ainda de acordo com Gilmar, a umidade do ar ficou em 95% em Natal e a madrugada teve temperatura mínima de 23ºC. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário