segunda-feira, 20 de julho de 2015

ANALISANDO A SÉRIE CIDADE DOS HOMENS


Cícero Lajes - Entre uma leitura ou outra e algumas horas no Facebook, para para analisar alguns vídeos no Youtube. Hoje comecei assistir a série Cidade dos Homens que foi exibida pela Rede Globo de 2002 a 2005. A trama se passa em uma comunidade carente do Rio de Janeiro e é protagonizada pelos personagens Laranjinha (Darlan Cunha) e Acerola (Douglas Silva), dois adolescentes negros muito desenrolados e batalhadores que narram sues cotidianos.

Em todos os episódios  os dois se metem em alguma encrenca, as vezes por bobeira deles e as vezes pelas circunstâncias de quem vive em um lugar dominado pelo tráfico e tem que viver conforme a cartilha das leis que imperam por lá. O que mais gostei da série é que os dois  protagonistas nem são coitadinhos nem vilões, são garotos comuns vivendo aventuras que a vida lhes impõem: trabalham como ajudantes, pedreiros, carteiros, estudam, jogam bola, empinam pipa, curtem baile funk e vão à praia, convivem de perto com a carência de políticas públicas, e os conflitos que uma comunidade tem.

Ambos são muito amigos (parceiros e vivem todas as aventuras juntos, Laranjinha é o garoto descolado, bom de papo e namorador; Acerola é não tem o mesmo dom do amigo mas é bom em História, em um dos episódios faz uma explanação sobre Napoleão e suas guerras usando como referência os morros cariocas. Nos episódios os garotos trabalham como ajudantes, pedreiros, carteiros, estudam, jogam bola, empinam pipa, curtem baile funk e fazem favor. 

De certo eles têm constantes encontros com a vida do tráfico mas sem se associarem ao mesmo, mas também não podem simplesmente ignorá-los uma vez que são moradores da localidade, por isso algumas de suas encrencas estão relacionadas a esta realidade, afinal quem iria bater de frente? Quem já assistiu recomendo que reveja e, quem não assistiu a oportunidade é essa!

Veja todos os vídeos no link abaixo

Nenhum comentário:

Postar um comentário