quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

DUPLA SE PERDE NO CABUGI E É RESGATADA POR GUIA LOCAL:

Nesta quinta, 04/02/2016, uma dupla se perdeu no Cabugi e foi resgatada pelo guia Frederico. Quando cheguei do ginásio Leandro Souza me informou que uma mulher ligou para Neto Patuense informando que seu esposo havia subido o Cabugi e não tinha encontrado o caminho de volta. Ela pegou um táxi e veio para Lajes para conseguir ajuda. Neto então ligou para Leandro, como Leandro não conseguiu entrar em contato comigo logo, acionou o nosso amigo Frederico que de pronto encarou a missão e encontrou os dois amigos por volta das 22:00. Eles estavam na parte das rochas próximo aos postes, um tinha caído em um buraco natural nas rochas mas nada teve, estavam apenas desidratados e confusos.

Antes disso fui para a saída da cidade esperar a mulher e o taxista para irmos até o Cabugi, nesse tempo passou o Cabo Osvaldo que vinha de Fernando Pedroza e de pronto se dispôs a me levar no cabugi junto com a mulher e o taxista, foi uma grande ajuda. Quando íamos chegando próximo ao restaurante de Luiz avistamos a luz da lanterna de Frederico que já vinha descendo com os dois amigos, em seguida fui em direção aos mesmos, quando os encontrei eles já tinham descido completamente o Cabugi e vinham próximo ao barreiro, ofereci água, e a sede era tanta que beberam quase os dois litros. Estavam muito desidratados porque se perderam ainda no fim da tarde e início da noite.

Ao chegarmos de volta no restaurante de Luiz tanto os dois amigos como a mulher e o taxista agradeceram bastante o empenho para ajudá-los. Ao chegar-mos na cidade eles agradeceram novamente, e eu percebi o quanto eles estavam gratos. Eu que já tinha passado por uma situação difícil no Cabugi sei o quanto é importante ajuda nessas horas. 

Ressalto que o heroísmo foi do guia Frederico que fez o resgate, e também destaco a boa ação de Cabo Osvaldo que esteve dando apoio para um bom desfecho do caso. 

Corpo de Bombeiros e outras medidas -  Faz-se urgente e já vem tarde a importância de uma unidade do Corpo de Bombeiros na Região Central, em Lajes ou Angicos, e não é de hoje, seja por motivos de vítimas presas às ferragens em acidentes, ou mesmo fogo em prédios urbanos, e mais o risco agora de pessoas se perderem em trilhas. Também é necessário a colocação de placas no Cabugi não recomendando a subida em caso de desacompanhamento com pessoas que conheçam a trilha muito bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário