domingo, 14 de abril de 2013

FRAGMENTO DE POEMA DE MINHA AUTORIA

SEMPRE QUE ME APAIXONO
ME TORNO A MESMA CRIANÇA,
FICO CHEIO DE ESPERANÇA
QUE ME FAZ PERDER O SONO.

QUANDO PENSO QUE MUDEI
CAIO NOS MESMOS ERROS, 
VIRO ESCRAVO DE MIM MESMO
E DAQUILO QUE CONQUISTEI.

SEMPRE QUE ME APAIXONO
PERCO TODA RAZÃO,
VIRO ESCRAVO DA EMOÇÃO
QUE ME FAZ PERDER O SONO.

QUANDO PENSO QUE MUDEI
COMETO SÉRIOS ENGANOS,
ME AFASTO DE QUEM AMO
E DAQUILO CONQUISTEI. 
                                               (Cícero Lajes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário